Social Icons

https://twitter.com/blogoinformantefacebookhttps://plus.google.com/103661639773939601688rss feedemail

Pages

sábado, 23 de abril de 2011

O caça russo Su-35BM voltará a participar da concorrência da FAB

O caça russo Su-35BM voltará a participar da concorrência para a compra de aviões de combate multi-função convocada pela FAB, informou ontem uma fonte ligada ao setor industrial militar à RIA Novosti.

“A concorrência será retomada num futuro próximo como FX3, com a participação do caça russo Su-35BM, que têm boas probabilidades para vencer a concorrência, visto que é o preferido do Comando da Força Aérea Brasileira”, disse a fonte.

A fonte agregou que o recente encontro entre o presidente russo Dmitri Medvedev, com sua homologa brasileira Dilma Rousseff durante a Cúpula dos BRICS em Sanya, na província chinesa de Hainan, ambos mandatários discutiram diversos temas, entre eles a concorrência da FAB.

10 comentários:

  1. Essa fonte é do governo Russo?

    Pois a frase da dilma me pareceu ser um político querendo enrolar outro.

    ResponderExcluir
  2. É um avião de grande envergadura, pesado, equipado com 2 potentes turbofans e dispondo das mais formidáveis maravilhas tecnológicas.
    .
    Seu fantástico alcance com REVO confere-lhe possibilidade de emprego em missões sub estratégicas [inter-continentais].
    .
    Seriam a solução ideal e até ‘quase perfeita’ para as dimensões continentais do Brasil, tendo em vista as extensões da Amazônia, do Litoral, do Mar Territorial e, até mesmo, do Atlântico Sul, pois têm alcance impressionante.
    .
    Este caça é o mais capaz para cobrir estas vastidões e poderia ser um novo paradigma a ser alcançado pela FAB mas, ...

    ResponderExcluir
  3. "...informou ontem uma fonte ligada ao setor industrial militar..."

    Acho que a frase é clara, não?

    ResponderExcluir
  4. Desculpe, talvez eu seja ignorante.

    A fonte militar deve ser do governo russo, pois a Ria Novosti não iria conseguir informação de um militar brasileiro, ou seja, nada mudou enquanto a Dilma disser que mudou.

    Apesar de eu torcer pelos russos, esta informação é especulação até anúncio oficial, se realmente sair a compra.

    ResponderExcluir
  5. Denise Rothenburg
    .
    Por falar em caças…
    .
    Dilma não tomará qualquer decisão sobre a compra dos aviões sem estar segura e discutir profundamente o tema com o ministro da Defesa, Nelson Jobim. Ela tem uma boa relação com Jobim e com as Forças Armadas. No dia do Exército, os discursos — tanto dos militares quanto de Dilma — foram convergentes na linha do país pacífico. Quem estava no evento garantiu que constrangimentos entre a Força e a ex-militante de esquerda que participava de operações armadas são coisas do passado. O mesmo vale para a Aeronáutica e a Marinha.
    .
    Jobim foi uma peça que ajudou na construção dessa ponte entre Dilma e os militares. Além disso, muitos no governo atribuem a ele o fato de a presidente não ter problemas nessa área. E Dilma tem tempo para decidir sobre os caças. Afinal, se Lula demorou 8 anos e deixou o governo sem bater o martelo, não será em 3 ou 4 meses que a sua sucessora cuidará desse tema.
    .
    Coluna Entrelinhas publicada na edição do Correio
    Braziliense
    .
    Recomendo: http://www.dzai.com.br/blogdadenise/blog/blogdadenise?tv_pos_id=82113
    .
    Saudações,
    konner.

    ResponderExcluir
  6. Se, O Informante permitir esta minha ousadia, fica uma sugestão de matéria:
    .
    22 de abril - O mais longo dos dias da FAB na Segunda Guerra
    http://www.fab.mil.br/portal/capa/index.php?mostra=7035
    .
    Senta a Pua - homenagens e simulação de ataques marcam Dia da Aviação de Caça no RJ
    http://www.fab.mil.br/portal/capa/index.php?mostra=7037
    .
    Por favor, FIQUE AVONTADE PARA APAGAR ESTE COMENTÁRIO.
    .
    Saudações,
    Konner.

    ResponderExcluir
  7. "Estranho", você pelo visto não é leitor assíduo das mídias russas, pelo menos aquelas que tratam de temas ligados a defesa, correto?

    A RIA Novosti é uma agência de notícias do governo russo e quando essa menciona fontes militar, jamais essas falam besteira, ainda mais se for acerca de negociações.

    Você pode não acreditar, mas essa é a notícia. E como notícia primária, não pode ser contestada até que alguém do governo brasileiro desminta isso.

    Em tempo, “O Informante” foi o primeiro meio noticioso a dar essa notícia, assim como foi o primeiro site/blog em língua portuguesa a noticiar que o Brasil negocia com a Rússia a montagem dos Su-35BM em solo brasileiro.

    ResponderExcluir
  8. Como eu disse desculpa minha ignorância, esqueci que esse site era do governo russo, leio sempre ele.
    Quinta tenho um seminário com o Ministro Jobim e eu ou alguém no evento perguntará a ele sobre isto.
    O problema é como explicar para os outros concorrentes a volta do Su-35. Quando a Dilma assumiu um dos conselheiros dela o Mangabeira Unger teve na granja do torto para falar sobre diversos assuntos e ele é o defensor da parceria Russa(submarinos primeiramente - não funcionou), assim como o PAK-FA.

    ResponderExcluir
  9. -É CLARO, ABSOLUTO E EXPLICITO QUE PARA AS DIMENSÕES CONTINENTAIS DO BRASIL E AS AMEAÇAS PREVISÍVEIS O SU É O ABSOLUTAMENTE MELHOR FX QUE PODEMOS ADQUIRIR, INCLUSIVE PELA TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA, E AQUI ALGO QUE SEMPRE PENSEI BASEADO NA INCRÍVEL AUDÁCIA E CAPACIDADE DA EMBRAER , SEMPRE TENTEI IMAGINAR COMO É QUE VAI SER "NOSSO" INTERCEPTADOR (LÉASE O INTERCEPTADOR FABRICADO PELA EMBRAER NO FUTURO QUE ESPERO NÃO SEJA DISTANTE) .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E quem disse que o raio de ação de um caça é um fator preponderante para a escolha? O Rafale tem um excelente raio de ação também.

      Outra coisa, o Su-35 foi desclassificação justamente porque a Rússia não quis repassar a sua tecnologia. Portanto, sua alegação é inexistente.

      Excluir