Social Icons

https://twitter.com/blogoinformantefacebookhttps://plus.google.com/103661639773939601688rss feedemail

Pages

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

General Álvaro de Souza Pinheiro comenta a ocupação do Complexo do Alemão no Canal Livre

O general Álvaro de Souza Pinheiro, ex-comandante das Forças Especiais do Exército brasileiro e um dos maiores especialistas em guerra irregular é entrevistado por Fernando Mitre e Antonio Teles sobre o apoio dos militares às operações policiais de ocupação da favela Vila Cruzeiro e do Complexo do Alemão.







32 comentários:

  1. São apresentações como esta que nos dão orgulho de sermos brasileiros e de termos jurado defender a Pátria. Parabéns Gen ÁLVARO pela sua excelente participação no programa.

    ResponderExcluir
  2. A solução para a corrupção política e o crime organizado está no Exército brasileiro!

    ResponderExcluir
  3. ( A solução para a corrupção política e o crime organizado está no Exército brasileiro! )

    As intervenções militares foram recorrentes na história da república brasileira. Antes de 1964, porém, nenhuma dessas interferências resultou num governo presidido por militares. Em março de 1964, contudo, eles assumiram o poder por meio de um golpe e governaram o país, nos 21 anos seguintes, instalando um regime ditatorial.

    A ditadura restringiu o exercício da cidadania e reprimiu com violência todos os movimentos de oposição. No que se refere à economia, o governo colocou em prática um projeto desenvolvimentista que produziu resultados bastante contraditórios, tendo em vista que o país ingressou numa fase de industrialização e crescimento econômico acelerados, sem beneficiar, porém, a maioria da população, em particular a classe trabalhadora.

    ResponderExcluir
  4. É papel de todos nós, militares ou não, midiáticos, políticos, TODOS! Sermos honestos, defendermos a nossa pátria e engrandecer nosso país.

    ResponderExcluir
  5. Situações extremas requerem medidas extremas. Se o Exército se omitisse em 64, a situação hoje seria de calamidade. Seríamos mais uma Cuba. As restrições impostas eram comuns a qualquer oposição, num momento em que muitas delas se utilizavam de atentados terroristas com vítimas inocentes. Essa entrevista foi uma verdadeira aula ministrada por um homem que acredita e dedica a sua vida pelo bem comum.

    ResponderExcluir
  6. EXCEPCIONAL ENTREVISTA, PARABÉNS A TELEVISÃO E AO GENERAL ALVARO. O BRASIL PRECISA DE PESSOAS QUE PENSEM COMO O GEN ALVARO!!!!

    ResponderExcluir
  7. Quero parabenizar a Band pela brilhantismos ao escolher o General Alvaro para esclarecer os vários pontos que ficaram obscuros ou foram tratados de forma antenuada pela opinião publica. Ao assistir esta reportagem pude mais uma vez me orgulhar de pertence a uma Força tão atuante quanto o nosso glorioso EB. Parabéns a todos.
    Eder

    ResponderExcluir
  8. Parabens Gen Alvaro, a vibracao ainda pulsa no peito do velho soldado... No Brasil precisamos de governantes como o senhor, para como secretário de segurança pública, não os amadores que temos hoje e que se utlizam de cargos publicos para se promover!!! Parabens ao Canal Livre

    ResponderExcluir
  9. Parabéns ao Jornalismo da Rede Bandeirantes. As operações realizadas no Complexo do Alemão e Vila Cruzeiro atingiram apenas a pontinha de um gigantesco Iceberg, isto ficou muuito bem entendido na rica esplanação do Gen. Álvaro. O restante desse gigantesco Iceberg enriquece, ilicitamente, personalidades políticas e policiais, a banda podre, que faz parte do nosso cotidiano. Parabéns ao EB, Marinha do Brasil, FAB, PMRJ, Polícia Federal e Pol. Civil do RJ por terem realizado, com êxito, as operações de combate ao narcotráfico e estarem sendo usadas, disfarçada e maliciosamente, para tapar o sol com a peneira.

    ResponderExcluir
  10. é maravilhoso o exército em açaõ.
    Pois é a ultima esperança dos brasileiros honesto, que infelismente só se preocupu-se em produzir riqueza para a defesa da balança comercial do PAÍS e deixou os asuntos politicos apara os intelectuais, não imaginavam que o maior perigo da extinção de uma nação poderia surgir principalmente pelos intelectuos esquerdista que com muitas facilidades destorciam os fatos e as opiniões publica.
    É por esse motivo que deixo os meus afazers de agricultora um pouco de lado e venho contribuir com minhas umildes opiniões.
    obrigado general
    pena que não deu para ouvir os vidios

    ResponderExcluir
  11. Tudo que o Gen Alvaro e os jornalistas da Band abordaram está correto, perfeito.Só que o problema da segurança pública no Brasil é mais complexo, mais abrangente, e não se restringe ao "Morro do Alemão". Virou uma questão nacional, e como tal deve ter, aliás já deveria ter tido há muito tempo,uma abordagem de estado, governamental, a partir do Presidente de República! Começa pelo resgate da autoridade,principalmente pelo exemplo, segue pela abordagem estratégica do problema,com firmeza,determinação e responsabilidade,concomitante a reformas estruturais em vários campos do poder, tornando isso um Objetivo Nacional Permanente. Em resumo, a partir de cima,com vergonha na cara, encarando o problema de frente!Outra coisa, não se vence uma guerra distribuindo flores,mas sim destruindo de vez o inimigo. E os menos capacitados a liderar essa guerra são os atuais políticos brasileiros.Na verdade, eles são mais parte do problema do que da solução.E tem mais, é um problema muito grave, cuja solução não pode ser postergada, e nem combatida de forma "amadoresca",pontual, midiática,imediatista,para iludir e enganar a população.

    ResponderExcluir
  12. Debate de raro alto nível. Parabéns à Band!

    ResponderExcluir
  13. Os responsáveis pelo estado de coisas a que chegou o Rio de Janeiro são pessoas que pensam exatamente como o cidadão do terceiro "post". Esquerdista, ideologicamente anacrônico, preconceituoso, mal informado, enfim, uma visão equivocada, arcaica e inútil do mundo real.

    ResponderExcluir
  14. Parabéna a Band pela escolha de seus convidados!
    Os depoimentos vibrantes e de profundos conhecedores como os dos Gen Álvaro e Heleno permitiram aos brasileiros conhecerem melhor o importante papel do nosso Exército e das Forças Armadas em qualquer situação que se faça necessario.Isto nos enche de orgulho! Espero que o Estado Brasileiro se faça presente para possibilitar uma vitória após o sucesso desta batalha. BRASIL! Arthur

    ResponderExcluir
  15. Como filha,neta,sobrinha,irmã e tia de militares,fiquei orgulhosa de constatar o alto nível de conhecimento, capacidade de análise e
    prparo dos militares, da reserva e da ativa que mostraram neste programa o preparo de nossas forças armadas para enfrentar e, se Deus quiser, vencer a escória do narcotráfico e da banda podre das instituições de segurança.Deixem o Exército mais algum tempo e a situação há de melhorar! Noêmia

    ResponderExcluir
  16. Sinto me honrado de pertencer a esta irmadade, É a familia militar todos unidos para um bem maior em favor dos nossos irmâos.

    ResponderExcluir
  17. Não se poderia esperar outra coisa de um profissional da guerra, como o General Álvaro de Souza Pinheiro! Com seu altíssimo grau de conhecimento, principalmente, afeto aos Conflitos de 4ª Geração, o General, de maneira clara, adverte-nos de que, NÃO SE PODE IMPROVISAR NA ÁREA DA SEGURANÇA PÚBLICA, quanto às "técnicas", "táticas" e "procedimentos" a serem empreendidos. Quando identificamos essa improvisação no alto escalão do Estado, começamos aceitar como proféticas as palavras do General Forças Especiais: “Essas coisas, costumam ser pagas com sangue”.
    Parabéns a BAND por não ter improvisado em sua bancada e no seu convidado!

    ResponderExcluir
  18. Muito já foi falado sobre a excelência da entrevista do Gen. Álvaro. Trata-se de um oficial de alto nível. Parabens ao Canal Livre.
    O que está sendo negligenciado é a necessidade de mobilizar a sociedade no sentido de inibir o consumo. Na minha opinião, os grandes responsáveis pela disseminação da droga no mundo são a classe média, a classe A, a classe artística, enfim os grandes consumidores. Sem cliente não há comércio.

    ResponderExcluir
  19. O Gen Álvaro é antes de mais nada um sobrevivente. Levou um balaço nas costas na Guerilha do Araguaia e hoje está aí, destacando-se por sua *inteligência*.

    ResponderExcluir
  20. Grande entrevista. "Quando os bons se omitem o mal grassa...". A História do nosso país jamais poderá acusar o Exército de omissão. Poderíamos até pecar por excesso, mas jamais por omissão. Esse é o nosso compromisso. Disso qualquer brasileiro deste país poderá se orgulhar e saberá com quem contar nos seus momentos mais difíceis. Parabéns ao General Álvaro, parabéns à Band.

    ResponderExcluir
  21. Vcs parecem crianeças dizendo q tem que fazer isso, ou aquilo, botar exército, tirar exército... A bandidagem está desde o vapor, passa pelos policiais corruptos, e chega nos políticos. Podem dizer, mas é o sistema. É isso mesmo. E é um sistema (de ciclo) vicioso. Mensalão num teve solução, satyagraha deu prejuízo pra quem queria resolver o problema, Lula, Dilma e o PT tem relações com as FARC. E não pense que eu acredito que PSDB daria jeito não. O sistema é podre e só medidas drásticas podem resolver. Em 64 as Forças Armadas fizeram sua parte. E se todos tem liberdade de expressão pra falar o que quiserem hj em dia é pq os militares tiveram coragem de fazê-lo. Hj eu acho difícil... os generais não são mais os mesmos e só criam coragem depois de irem pra reserva, com raras excessões, e a população anestesiada por bolsas e outros "faz-me-rir" não ampararia uma revolução. Sinceramente creio que na prática o Brasil é o Brasil que o Brasil merece. Espero estar enganado.

    ResponderExcluir
  22. Opinião corajosa de um homem que vive o Brasil dia e noite... Cada brasileiro deveria se investir desta coragem moral e fazer valer os valores da correção de atitudes, de pensar no bem maior em vez de só "olhar o próprio umbigo". Alguns falaram que no periodo dos governos militares não havia liberdade de expressão. Alguém viu alguma manifestação contra o aumento 60% dado aos políticos por eles mesmos??? Ué será q nós continuamos sem liberdade de expressão???

    ResponderExcluir
  23. PEC 300/08 - As Polícias Militares do Brasil precisam ser valorizadas

    É preciso atentar para o cumprimento do princípio da supremacia do interesse público sobre o privado.

    A atividade extracorporativa exercida pelo policial militar em horário de folga prejudica a qualidade dos serviços prestados na Corporação.


    NÃO SE PODE IMPROVISAR NA ÁREA DA SEGURANÇA PÚBLICA!

    ResponderExcluir
  24. Pois bem, minhas congratulações aos Generais Álvaro e Heleno, militares de exemplar postura profissional e grandes patriotas, ao jornalismo da Band que tem levado aos brasileiros pontos de vistas muitas vezes ofuscados pela força esquerdista, que ano após ano não esquece o passado, devemos viver o presente e nos preparar para o futuro, com amor ao nosso solo Pátrio!
    A falta de vergonha, de compromisso por parte dos líderes políticos desta nação é notável, mas me entristece mais ainda a omissão dos meus irmãos brasileiros que permitem isso, afinal como pode, um aumento de 60%, vou dizer de novo...60%... aos deputados, enquanto temos de trabalhar anos a fio para ter uma mísera aposentadoria ridícula, pagamos impostos sobre impostos pra crápulas políticos e sem compromisso poderem fazer fortuna sobre o suor do povo brasileiro...está faltando civismo e bom senso, afinal o que pode um Romário, até mesmo Tiririca fazer por nós brasileiros... precisamos de pessoas compromissadas, como estes generais!!!Acredito no Brasil e nos brasileiros!!!

    ResponderExcluir
  25. SALÁRIOS da Segurança Pública do Rio de Janeiro estão muito DEFASADOS!

    http://2.bp.blogspot.com/_BtRrOdFpkGk/TRmkPXiog-I/AAAAAAAAJnM/ZzJWqinNYT0/s1600/Tabela+Salarial.jpg

    ResponderExcluir
  26. COMO PODE OS DEPUTADOS FEDERAIS DAREM AUMENTO PRORIO DE MAIS DE 60 POR CENTO EM SEUS SALARIOS OU SEJA MAIS DE 20.OOO,OO REAIS,ENQUANTO UM TRABALHADOR BRASILEIRO TEM O SALARIO MINIMO DE 510,00 REAIS.ISTO É UMA FALTA DE PATRIOTISMOS SEM TAMANHO!UM ABSURDO,PARECE QUE O BRASIL ESTA VENDIDO E NINGUEM FAZ NADA!FORA O AUMENTO DOS SALARIOS DOS DEPUTADOS ESTADUAIS E VEREADORES.CADE AS FORÇAS ARMADAS NESTA HORA? ESTÃO ASSALTANDO E FALINDO O BRASIL E TIRANDO SARRRO DA CARA DO POVO BRASILEIRO,DESRESPEITANDO A PROPRIA CONSTITUIÇAO QUE DIZ QUE TODOS TEM O DIREITO A UM SALARIO DIGNO PARA SOBREVIVER.COM 510,00 REAIS?E OS DEPUTADOS AUMENTAM PARA MAIS DE 20.000,00 SEUS SALARIOS.CADE AS FORÇAS ARMADAS?O POVO NAO AGUENTA MAIS! É UMA VERGONHA

    ResponderExcluir
  27. FABRICIO ORDEM E PROGRESSO VIVA O GENERAL

    ResponderExcluir
  28. FABRICIO ORDEM E PROGRESSO,PRECISAMOS CADA VEZ MAIS DE SERES HUMANOS QUE HONREM SUA PÁTRIA E PENSEM CADA VEZ MAIS DE FORMA NEUROFISIOLÓGICA.

    ResponderExcluir
  29. Parabéns a Band ( Canal Livre ) e ao Gen Alvaro pela exelência em toda as argumentações colocadas em seus fluxograma e organograma das ações a realizar.
    Assim sendo me Orgulho de ter feito parte do EB, Oficial R2 - Infantaria turma de 1994 do
    CPOR-RECIFE - Brasil acima de TUDO!!!!

    ResponderExcluir
  30. Não são os politicos que são corruptos nem a policia. São os brasileiros que são corruptos. Isso já é uma cultura nossa que trasemos desde nossos primordios, quando portugal aqui se apossol.

    Outra coisa, o brasil tudo de ruim gosta de copiar dos paises de 1º Mundo, como por exemplo, liberae a maconha como na Holanda, o homosexualismo nas forças armadas como nos EUA, então já que tudo gosta de copiar dos paises desenvolvidos, porque não copiarmos o ensino de primeira qualidade do Japão, porque não copiarmos a saúde pública dos EUA, porque não copiarmos o patriotismo americano.

    Mas não, aqui a preocupação dos deputados é criar lei para oficializar casamento gay, é criar dia do sexo etc.

    Mas o que pode esperar do povo brasileiro né, pra quem coloca Romário e Tiririca na politica, do que mais você se espera deste inteligente povo brasileiro

    ResponderExcluir
  31. É realmete as forças armadas poderiam mudar a cara deste pais, mas que penas que os outros generais não são igauis ao general alvaro e ao general eleno né.

    ResponderExcluir