Social Icons

https://twitter.com/blogoinformantefacebookhttps://plus.google.com/103661639773939601688rss feedemail

sexta-feira, 4 de abril de 2014

Franceses suspendam o desenvolvimento conjunto com os russos do BMP "Atom"

BMP "ATOM"
A empresa francesa Renault Trucks Defence anunciou a suspensão de um projeto conjunto com a Rússia para o desenvolvimento do veículo de combate de infantaria “Atom”. A razão para isso foi a anexação da Crimeia pela Rússia.

Certos riscos e incertezas no projeto fizeram a Suécia também a congelar sua parceria técnico-militar com a Rússia. Os suecos também mencionam o “aspecto Crimeia” para justificar a interrupção na parceria com os russos. Era previsto o uso de motores da Volvo no Atom. Há de se destacar também que a Renault Trucks Defence pertence a fabricantes de caminhões sueca Volvo AB.

O acordo de desenvolvimento conjunto do Atom foi assinado em fevereiro de 2013 entre a Renault Trucks Defence e a russa Uralvagonzavod. Um protótipo do Atom foi apresentado ao público em setembro de 2013 durante a REA-2013, uma exposição de armas na cidade russa de Nizhny Tagil. O Atom é desenvolvido as bases do Véhicule Blindé de Combat d'Infanterie (VBCI) francês.

Se supõe que o Atom pesará cerca de 32 toneladas. O veículo terá um canhão BM-57 de 57mm (esse canhão é uma versão modernizada do canhão soviético AZP S-60). Também esperam lançar uma versão do Atom com uma torreta automática.

6 comentários:

  1. Respostas
    1. O s russo fazem sozinhos. Desde da União Soviética eles nunca precisarão do ocidente para nada.Rússia de hoje é único país a conseguir mandar foguetes pesado para espaço e, o único país do mundo a rivalizar com Eua no tocante a radares espião de longo alcance bem como de construção de gps(Eua) e Glonass(Rússia)

      Excluir
    2. fazem sozinhos então porque não fizeram 1 versão do porta helicópteros Mistral q eles compraram da França?

      Excluir
  2. Unknown

    confesso que admiro muito a capacidade técnica do russos, assim como seu povo.
    Porém discordo do colega que afirma que eles sempre fizeram tudo sozinhos. Assim como outros povos, roubaram muitas informações através de espionagem e engenharia reversa. Isso vai desde os óculos resistentes a laser que a infantaria americana usa, até projetos maiores como o bombardeiro b-29 e o próprio F-14 que influenciou muito o desenvolvimento de aeronaves como o Mig-31 e Su-27.

    Certamente existem muitos outros exemplos, porém reafirmo, não são apenas os russos que fazem isso.

    ResponderExcluir
  3. Amigos, todos os países trocam, absorvem ou roubam tecnologias uns dos outros.
    Até os americanos fazem isso. Não quero briga, mas muitas das tecnologias russas foram baseadas em espionagem e engenharia reversa. Temos como exemplo o B-29 e o F-14, que serviram de base parta o Tu-4 e Su-27. Muitos outros exemplos existem, mesmo exemplos de americanos adotando invenções russas.

    A própria teoria sobre o stealth foi criação de um engenheiro russo. Hoje a Rússia moderna se beneficia de tecnologias de informática e telecomunicações desenvolvidas pelos ocidentais.

    Tenho grande respeito pelos engenheiros russos e pelo próprio povo da Rússia, não os acho piores ou melhores que os americanos e europeus. Porém, dizer que eles fazem tudo sozinhos não é verdade. Ninguém faz tudo sozinho.

    Isso sem contar a influência de projetos alemães da segunda guerra, com os quias Rússia e EUA se beneficiaram muito.

    ResponderExcluir